quinta-feira, 17 de julho de 2008

Sentido


Dizem que tudo na vida tem um sentido e sem ele não haveria motivos para continuar a viver. A vida proporciona sorrisos e lágrimas, magoa-nos e ignora-nos, mas dá-nos coragem para sonhar e alcançar tudo aquilo que julgávamos perdido. A vida põe-nos à prova num mundo de preconceitos.
De uma coisa eu tenho a certeza. Todos os dias sigo o meu caminho e deixo as minhas pegadas. Às vezes surgem obstáculos. Outras vezes tenho de seguir as pegadas de outros que por ali passaram antes. De repente o caminho conduz-me a um uma cruzilhada e aí tenho de escolher uma saída. Mas qual? Tenho medo de ir ter a um beco sem saída e de não poder voltar atrás.
A verdade é que a vida continua a passar. Vejo apenas o horizonte. Mas o que estará para além do horizonte? É uma dúvida que me tem assaltado a mente nos últimos dias.

Tenho sonhos. O curioso é que ainda continuo sem saber qual o sentido da minha vida e, mais curioso ainda, é que, quando não tinha de cumprir regras, a vida tinha muito mais sentido.
Qual é afinal o sentido da vida?

[Sinto um misto de nervosismo e ansiedade. Tenho exame de Física e Química A daqui a umas horas... :S]

12 comentários:

Mel disse...

Por favor, ajuda-nos a salvar as focas! vai a http://mel-reflexo-do-mundo.blogspot.com/ e assina a nossa petição! Passa a palavra a todos os teus amigos/colegas/familiares/contactos! A tua ajuda é essencial!

Martinha disse...

"Tenho sonhos. O curioso é que ainda continuo sem saber qual o sentido da minha vida e, mais curioso ainda, é que, quando não tinha de cumprir regras, a vida tinha muito mais sentido.
Qual é afinal o sentido da vida?"

é seguir, perseguir e agarrar esses sonhos (:
e isso só depende de nós mesmos

um beijo*

Vanessinha disse...

Todos nós, por vezes, numa ou outra situação, perguntamos qual é afinal o sentido da vida.

Escreves tão bem :')

gota de água disse...

Sonhos... Ah! São tantos! Davam para preecher dezenas de vidas.
Conquistas. São menos, são doces, maravilhosas. Têm um gosto especial, maravilham-nos a nós próprios por serem tão dificeis de conquistar mas mesmo assim especiais.

As mihas pegadas são irregulares. Os caminhos que tomo, muito diferentes. Nada é certo, nada é imutável..

mts beijinhus para ti...

[p.s: por curiosidade, acabei agora mesmo de escrever também um texto com mais ou menos este tema. xD]

Vanessinha disse...

Obrigada por toda a ternura que deixas sempre no meu espacinho :)

Ana Monteiro disse...

Vamos aproveitar o Verão e desrespeitar algumas regras ?

Talvez assim nos encontremos perdidas em sonhos inalcançáveis , não menos adoráveis <3

BA' disse...

Um texto bonito sem duvida!

Eu tambem tive exame, correu-te bem?

Algodão doce disse...

esses sonhos serão conquistados e eu estarei aqui ^^


'te «3

BA' disse...

O meu também correu bem ;D

instantes e momentos disse...

belissimo texto, parabens, muito bom.
Gostei muito do teu blog. Vou voltar sempre.
Tomara que vc tenha feito boas provas.
Maurizio

Santhiago Ramirez disse...

Lindo texto, como de costume. Qual o sentido da vida... aos 37, já vislumbrando a fímbria dos 38, ainda não sei. Entretanto, acho que esse gerúndio de viver (crescendo, errando, acertando, reinventando, descobrindo, amadurecendo) é da dialética humana. Desafio. Obstáculos a superar. Vida, enfim.
Beijos carinhosos do Thiago

Santhiago Ramirez disse...

Voltei para ler este texto maravilhoso. A combinação com a música é extremamente bem feita.
Beijos carinhosos